Nossa História

06/05/2014 - Atualizado em 11/05/2015 : 15:15

Nossa História - Destilaria Santa Inês

Não dá para contar a história da Destilaria Santa Inês,  sem falar de como tudo começou lá na segunda metade do século 19, por volta de 1.886, com a vinda de Eugênio Toniello, na época com 12 anos de idade, órfão de pai e mãe, da Itália - Província Vicenza Comune di Schio, ao Brasil.

Eugênio mudou-se para Sertãozinho e graças às economias conquistadas com muito trabalho e suor, comprou o sítio Córrego das Pedras, com alguns alqueires que faziam divisa entre as cidades de Sertãozinho e Pontal. Eugênio era um homem com visão à frente de seu tempo e construiu no sítio um pequeno engenho de aguardente. Começava assim uma era de progresso e desenvolvimento que o filho Eduardo e os netos Waldemar, Renato, Antonio Eduardo e José Pedro iam dar continuidade formando uma sociedade.

Para o grupo, que estava nascendo, o importante era fazer sempre o melhor. E esse pensamento ainda é uma das linhas de trabalho de toda a família, pois os novos compromissos assumidos fizeram com que o grupo crescesse rápido, mas sem perder a qualidade de seus produtos e diversificar seus investimentos. O crescimento dentro do setor foi a criação, em 1.968, da Destilaria Santa Inês – antes, apenas um engenho construído por Eugênio.

Daí em diante, os irmãos não pararam mais. Em 1.984, nascia a Destilaria Virálcool na cidade de Pitangueiras, SP, e, cerca de dois anos depois, no dia 17 de julho de 1.986, teve início a primeira safra desta destilaria. Mas a realização de um dos seus maiores sonhos se deu em 1.988, quando a Virálcool começou a produzir álcool e, passados mais dez anos, também açúcar e levedura de cana desidratada.  Em 2.002, dando um passo a mais, a usina também começou a co-gerar energia para a CPFL – Companhia Paulista de Força e Luz e, em 24 de julho de 2.006, entrou em operação na cidade de Castilho, divisa entre São Paulo e Mato Grosso do Sul, a Usina Virálcool 2. 

Em constante evolução

Com uma evolução gradativa e alicerçada conquistaram a estabilidade de seus negócios, a credibilidade e o respeito de todos e principalmente a confiança entre eles. Também faz parte dessas conquistas, a seriedade dos descendentes que administram, com lisura e sem ganâncias, um conglomerado que nasceu em Sertãozinho, mas hoje pertence ao Brasil.

O Grupo Toniello ainda possui revendedoras de automóveis e caminhões em diversas cidades do Estado de São Paulo. A primeira delas foi inaugurada em 1.978, e daí em diante um novo ramo foi incorporado pelo grupo, que mais tarde também adquiriu locadoras de veículos. Além disso, a família possui fazendas de gado de corte e plantações de grãos em geral. O patrimônio sempre foi administrado pela própria família, mas empregam milhares de funcionários em excelentes condições de trabalho, lazer e assistência social extensivos às suas famílias.

Todo crescimento e sucesso desta sociedade deram certo porque, embora com funções diferentes, as responsabilidades foram dividas e todos sempre trabalharam com os olhos voltados para a mesma direção. Muitos funcionários da Destilaria Santa Inês, que pode ser considerada “a menina dos seus olhos”, fazem parte da 2ª ou 3ª geração de trabalhadores, pois os pais ou avós já foram funcionários e hoje estão aposentados.

Sertãozinho têm 6 usinas e uma destilaria. Mas os únicos usineiros que moram na cidade são os Toniellos. Uma prova do amor pela comunidade e pela cidade que lhes proporcionou o crescimento.

Galeria de Fotos

Imprimir

Indique a um amigo: